30 de out de 2007

Considerações sobre a morte

"Tota philosophorum vita commentatio mortis est" (toda a vida dos filósofos é uma preparação para a morte) afirma Catão de Útica, contemporâneo de Cícero e por ele citado em suas" controvérsias tusculanas". O próprio Catão cometeu suicídio em Útica.

Supondo que a filosofia seja uma preparação para a morte, necessário é fazer algumas considerações sobre ela, a morte.

A palavra morte vem do latim "mors" em oposição à "vita" (vida em latim). Com ela surgem vários vocábulos, tais como: cadáver, finado, defunto, morto, etc. Mas, o que de curioso existe em cada uma dessas palavras?

Olhemos.

A primeira delas, cadáver vem do verbo latino "cadere" (cair); a segunda, finado é o particípio do verbo "finar" (dar fim a); a terceira, defunto se liga ao latim "defunctu" (cumprir inteiramente); a quarta, morto remonta a "mortuu" (que recebeu a morte). Por essas investigações etimológicas, compreende-se que o conceito de morte está, logicamente, ligado à idéia de um acabar, de um cumprir-se .

Mas, o que fica após esse cumprir-se, enquanto morte? Para o filósofo Sêneca, nada resiste. Diz ele: "Depois da morte tudo acaba, mesmo a morte."

Esse acabar é reflexívo, pois se expressa, também, em termo de suicídio. Essa palavra - já registrada, em Inglês, desde 1671 (suicide) -compõe-se de dois termos latinos: "sui" (de si ) e "caedere (cortar). Visto dessa forma, o suicídio é um cortar a si mesmo. Corta-se um dedo, um braço, depois uma vida.

Cortada a vida, aparece a morte? O filósofo Feuerbach diz não: "A morte é um fantasma, uma quimera, pois só existe quando não existe".

A problemática da existência da morte remete a uma questão metafísica, pois não se vê a morte. Observam-se corpos sendo feridos, lesados e não a morte enquanto substância. Não se vê a morte de Sócrates nem a de Jesus. Se não vemos a morte, implicaria dizer que não se morre? O critério da invisibilidade da morte nos conduziria a um "ad immortalitatem" em relação ao ser humano?



Everaldo Lins de Santana - filósofo

Nenhum comentário: