29 de ago de 2007

A caminho da paz

O titulo acima é uma tradução da expressão latina “in viam pacis”. Gandhi afirmava que não havia caminho para a paz, ela é o caminho. Se a paz é o caminho,como podemos entendê-lo? Se a paz é o caminho, o conceito mesmo de caminho adquire uma dimensão profunda, radical e filosófica.
O termo caminho deriva do Latim “caminu”, entretanto é no Grego que existe maior riqueza de sentido e sutileza,pois caminho, para os gregos , podia ser concebido a partir de três idéias básicas, são elas:” odós “(caminho de um modo geral),” kèleuthos”(caminho estreito que tem atalho) e “atarpón”(caminho tão estreito que não se pode dar volta).
Dessas três idéias,tiram-se três visões de caminho conotativamente falando com relação à paz: 1. caminho enquanto condições ou possibilidades às quais todos têm acesso no que tange a paz; 2. Caminho enquanto dificuldades inerentes aos atos pacíficos,porém com chance de sucesso; 3. Caminho enquanto estado de paz ,sua garantia e permanência.
Diante desses caminhos, pergunto: por que não acolhê-los? O que nos impede de escolhermos a via da paz?

Everaldo Lins de Santana

Nenhum comentário: